Da Fragmentação à complexidade: os saberes tradicionais amazônicos e a relação ser humano - Natureza na Amazônia sob uma compreensão em Edgar Morin

Autores

  • Michel Albuquerque Maciel Universidade do Estado do Amazonas

Palavras-chave:

Amazônia, Epistemologias, Complexidade, Povos tradicionais

Resumo

O presente artigo objetiva compreender a fragmentação das ciências e dos saberes tradicionais, assim como da relação do ser humano com a natureza, apontando uma perspectiva de complexidade, em busca de oferecer um diálogo que possa adentrar nas discussões acerca das problemáticas sociais e ambientais da região Amazônica. O método utilizado nesta pesquisa qualitativa, foi o Dialético–Hermenêutico com procedimentos próprios da pesquisa bibliográfica. A modernidade trouxe uma concepção de mundo a partir da separação entre o sujeito e o objeto, que contribui para a fragmentação das ciências e das relações humanas. O modelo colonial fragmentador de exploração massiva da região amazônica se difere completamente da perspectiva dos saberes amazônicos de integralidade com a natureza. Esses conhecimentos demonstram que é possível uma percepção da realidade com aspectos de complementaridade, fazendo frente ou complementando as ciências especializadas. A relação humana com o ambiente tem relação com sua exclusiva capacidade de adaptação biológica e cultural frente ao contexto ambiental, e a constante fragmentação de tal relação tem por base uma mudança epistemológica, passando a conceber a realidade natural sob um viés instrumental e utilitarista. A questão da fragmentação das ciências é uma compreensão fundamental para Edgar Morin, que será o autor principal a ser trabalhado neste artigo. Para ele, tal estado deseduca o ser humano a se questionar sobre sua existência, propondo a complexidade como uma forma mais abrangente de conhecimento, que possui raízes na re-articulação da esfera antropossocial com as demais ciências. Os projetos pensados para a Amazônia devem saber conciliar o conhecimento científico com os conhecimentos dos povos desta região de uma forma construtiva e reflexiva, superando a visão tecno-utilitarista e salvaguardando as particularidades das culturas e da biodiversidade amazônica.

Referências

BARROS, Marcus. A complexidade amazônica e o desenvolvimento sustentável. In: FREITAS, M. (Org.). Diálogos com a Amazônia. Manaus: Valer, 2010.

CASTRO, Ricardo Gonçalves. Ecoética Amazônica. O Bem viver e o princípio responsabilidade de Hans Jonas. Curitiba: CRV, 2019.

COSTA, Ivair da Silva. Mitos amazônicos e defesa do meio ambiente. Santarém: Tiagão, 2006.

CUNHA, Manuela. Relações e dissensões entre saberes tradicionais e saber científico. In: CUNHA, Manuela. Cultura com aspas e outros ensaios. 2. ed. Cosac e Naify: São Paulo, 2014.

CUNHA, Manuela; MAGALHÃES, Sônia; ADAMS, Cristina. Povos tradicionais e biodiversidade no Brasil: contribuições dos povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais para a biodiversidade, políticas e ameaças. São Paulo: SBPC, 2022.

DIEGUES, Antônio Carlos (Org.). Os saberes tradicionais e a biodiversidade no Brasil. São Paulo: Nupaub, 2000.

FRAXE, Therezinha; WITKOSKI, Antônio; MIGUEZ, Samia. O ser da Amazônia: identidade e invisibilidade. Ciência e Cultura, São Paulo, v. 61, n. 3, p. 30-32, 2009. Disponível em: <http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0009-67252009000300012&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 17 jun. 2022.

KANT, Immanuel. Resposta à pergunta: que é “Esclarecimento”? In: Textos seletos. Trad. Floriano S. Fernandes. Petrópolis: Vozes, 2008.

KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

LUI, Gabriel Henrique. A história da interação homem-ambiente na Amazônia. In: PELEJA, José Reinaldo Pacheco; MOURA, José Mauro (orgs.). Estudos integrativos da Amazônia – EIA. São Paulo: Acquerello, 2012.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec-Abrasco, 1996.

MORÁN, Emílio F. A ecologia humana das populações da Amazônia. Petrópolis: Vozes, 1990.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2005.

MORIN, Edgar. O método 1. A natureza da natureza. Porto Alegre: Sulina, 2016.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. Brasília: UNESCO/Cortez, 2000.

MORIN, Edgar. Saberes globais e saberes locais. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

MORIN, Edgar; KERN Anne-Brigite. Terra-Pátria. Porto Alegre: Sulina, 2003.

RETONDAR, Anderson. A (re)construção do indivíduo: a sociedade de consumo como “contexto social” de produção de subjetividades. Sociedade e Estado [online], Brasília, v. 23, n. 1, p. 137-160, jan.-abr. 2008. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/se/a/nvqttKf4ZsZ5zy6ss9V8C7r/abstract/?lang=pt>. Acesso em: 18 jun. 2022.

SALAZAR, Admilton Pinheiro. Amazônia: Globalização e sustentabilidade. Manaus Valer, 2006.

SANTOS, Janaina. A ciência moderna e o domínio da natureza: contribuições filosóficas para pensar a crise ambiental. In: Encontro Pesquisa em Educação Ambiental, 7, 2013, Rio Claro. Anais eletrônicos do Encontro Pesquisa em Educação Ambiental. Disponível em: < http://www.epea.tmp.br/epea2013_anais/pdfs/plenary/0070-1.pdf>. Acesso em: 15 jun. 2022.

SANTOS, Luiz Fernando de Souza. O panóptico verde. Manaus: Valer, 2014.

SOUZA, Márcio. História da Amazônia. Do período pré-colombiano aos desafios do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2019.

STÖRIG, Hans. História geral da Filosofia. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

VAZ FILHO, Florêncio. A Emergência étnica dos povos indígenas do Baixo Rio Tapajós, Amazônia. Tese (doutorado em antropologia social). Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia, 2010.

Downloads

Publicado

04-08-2022

Como Citar

Albuquerque Maciel, M. (2022). Da Fragmentação à complexidade: os saberes tradicionais amazônicos e a relação ser humano - Natureza na Amazônia sob uma compreensão em Edgar Morin. Revista Epistemologia, 3(3). Recuperado de https://epistemologia.com.br/academico/index.php/Revista-Epismologia/article/view/1